A RELAÇÃO TRABALHO E CONHECIMENTO NOS PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO PARA O TRABALHO DA LBA NO AMAPÁ

JOÃO WILSON SAVINO CARVALHO

ORIENTADOR CARLOS MINAYO GOMEZ

Dissertação submetida como requisito parcial para a obtenção o grau de Mestre em Educação.

Fundação Getúlio Vargas/RJ  –  Instituto de Estudos Avançados em Educação, 1993

Para ler a dissertação completa, clique aqui.

RESUMO

A LBA é uma instituição de abrangência nacional, historicamente ligada à organização de políticas governamentais de ação social, e que há décadas vem aplicando considerável volume de recursos na implementação de programas definidos como educação para o trabalho. Os resultados são mínimos, fato visível, inclusive, nas ameaças de extinção que, ciclicamente, pairam sobre a instituição. A questão fundamental que motiva e norteia este trabalho é na realidade a relativa ao sentido real da existência desses programas em uma instituição assim caracterizada. A resposta é apresentada na forma de um diagnóstico da relação trabalho e conhecimento no imaginário institucional da LBA do Amapá, construído a partir da análise da linguagem utilizada nos textos oficiais da instituição e contextualizada historicamente, cotejada com a fala de pessoas que vivenciam quotidianamente as práticas concretas de educação para o trabalho da LBA no Amapá, captada diretamente, através de uma metodologia de fundamentação hermenêutica-dialética.

Deixe uma resposta